Vitor Serrão: «Por que apoio Sampaio da Nóvoa?»

HistoriadorHistoriador de Arte. Professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Director do centro ARTIS-IHA. Autor de vasta bibliografia sobre arte portuguesa (séculos XV a XVIII) e sobre políticas de salvaguarda do Património histórico-cultural. Apoia Sampaio da Nóvoa

“O motivo mais forte que me leva a apoiar a candidatura de António Sampaio da Nóvoa tem a ver com o perfil riquíssimo de pluralidades com que ele se apresenta ao eleitorado. Reitor da Universidade de Lisboa com obra feita e méritos largamente reconhecidos, assume-se um académico com solidez científica, um ser da Cultura integral, sem deixar de ser também um homem empenhado nas grandes causas com que o nosso futuro se pode construír de maneira mais risonha. Como diz na sua declaração de princípios, não há Estado Social sem Democracia, nem Democracia sem Estado Social ou dimensão cultural.
Estão nas suas prioridades de agenda a defesa das liberdades cívicas, a dignificação das pessoas, dos seus direitos e desígnios, o respeito indefectível pela Constituição da República, o investimento na investigação científica, o poder dialogal, a capacidade de fazer convergências, o investimento na defesa do património das artes e letras e dos valores ambientais. Comprometido com o mundo do trabalho, não teme enfrentar o longo rosário das misérias e exclusões sociais a que importa pôr cobro, e sabe definir prioridades, diagnosticar causas, contribuir para soluções justas, ao defender a Escola Pública, o Serviço Nacional de Saúde, a Segurança, a igualdade de oportunidades que advém de uma política feita com coração.
Na agenda desta candidatura destaco, também, o desejo de afirmação do Português, não apenas como a língua viva através da qual nos exprimimos, mas, sobretudo, como verdadeira marca diferenciada da nossa própria afirmação nacional, algo que não pode deixar de ser tão relevante num tempo de globalização mundial. Ter capacidade de ouvir e sentido plural da cidadania, unindo afectos, são laços fortes de uma intervenção desenhada à medida da nossa própria conjuntura. No projecto cabe uma ideia de país aberto ao Mundo, consciente da sua História e do seu Património cultural e ambiental e, ademais, capaz de superar o estado de crise com que nos debatemos, ao afirmar novas possibilidades de futuro.
Os ideais de Abril hoje tão deliberadamente esquecidos (quando não vilipendiados) encontram na declaração de princípios de Sampaio da Nóvoa o garante de que a função presidencial, tal como é entendida pela candidatura, é olhada como um exercício democrático, um tronco de regime que se assume mais-valia insubstituível.
Como homem de Esquerda que me prezo de ser, revejo-me no forte sentido de Estado que esta candidatura assume. Sampaio da Nóvoa é um defensor intransigente da coesão nacional e um cultor do seu reforço; fala por si a fusão da Universidade Técnica e da Universidade de Lisboa, ao criar uma das melhores instituições de ensino da Europa, contribuindo para revalorizar a já referida imagem distintiva: uma marca portuguesa que, sem intuitos chauvinistas de qualquer espécie, se afirme pela qualidade e diferença, ajudando a projectar mais e melhor o país no palco internacional.
Esta é, em suma, uma candidatura de valores. Valores sociais e culturais, solidários, irmanados com o tronco histórico-cultural que fomos e somos. Não são poucas razões para apelar ao voto no Prof. Sampaio da Nóvoa”.

In Facebook: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=10153878425558637&set=gm.1190161817678690&type=3&theater


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s