«PRESIDENCIAIS 2016: A FRUGALIDADE DOS CANDIDATOS E A MINHA INTENÇÃO DE VOTO»

Évora_1Confesso que fiquei preocupada com os almoços do Marcelo. Confesso que esta minha preocupação aumentou considerávelmente quando percebi que não era o único a sofrer privações alimentares, pois em questões de frugalidade, ele e Maria de Belém, “estavam conversados” ( ver afirmações da própria na Sic, dia 31 de dezembro, 19h09)
Descobri que, afinal, o orçamento do Marcelo é curto, por causa dos almoços . É ele que o diz: “Por isso é que o orçamento é curto, o que irrita os outros candidatos…” (ver Jornal da Noite da Sic, do dia 30 de dezembro). Confesso que a mim me irritou pensar que Marcelo talvez não saiba que, ao contrário do que sucede com ele, são os almoços de muitos portugueses que são curtos por causa dos orçamentos. Ou então fingiu não saber, o que é bem pior.
Também fiquei preocupada, e dei comigo a perguntar-me: Será que este candidato presidencial advoga o “não comamos para não gastarmos”?! Fiquei preocupada, e desanimada. Se dúvidas tivesse acerca da minha opção Presidencial estas ter-se-iam desvanecido.
Assumo que pensava partilhar com Marcelo o gosto pela comida. E sim, até gosto de pão com queijo e de bolachas Maria, só não alinho muito no refrigerante. Se o queijo fosse daquele português, o tal da serra, ou então daqueles curados, do Alentejo, esses mesmos, os tais que provocam colesterol, um bom tinto acompanhava melhor, se bem que eu, pela minha estatura e compleição física, tal como deve acontecer com Maria de Belém, só me possa permitir um ou dois “golitos”. Mas mesmo assim, preferiria. Devo admitir que a minha semelhança com Maria de Belém se fica mesmo pela estatura, pois nunca me passaria pela cabeça discutir “frugalidades” com alguém, almejando ficar em primeiro lugar. Assumo os prazeres da vida.
Voltando a Marcelo, e não sendo o motivo pelo austero almoço o desprazer da comida, temos de concluir que Marcelo é avaro, o que contradiz uma sua afirmação, de há poucos anos, muito poucos (é só procurar num dos vídeos dos seus comentários) de que não era poupado, pelo contrário, pois segundo ele próprio, era “chapa ganha, chapa gasta”. Muito terá mudado Marcelo. Terá sido por causa dos cortes orçamentais, que impedirão uma seleção mais diversificada das suas ementas (todos os dias é o pão com queijo, as bolachas e o “sumol”), ou será que Marcelo pretende recriar uma máxima, que foi utilizada há muitos anos atrás de “pobrezinhos, mas austeros e felizes”?
Confesso que sou um bom garfo, mas independentemente disso, prefiro que esteja na presidência da República do meu país alguém que pense que a felicidade é um direito universal. E, a felicidade implica usufruir e apreciar os prazeres da vida, dos mais simples aos mais elaborados. Não quero que sentar-me, para um almoço mais substancial, mais demorado, mais conversado, mais partilhado, ou não, seja considerado um luxo. Quero que seja considerado um direito, tão só, uma opção.
Gostava que os candidatos à presidência do meu país não caíssem na demagogia simples e perigosa de acharem que terão mais votos se adotarem uma atitude de defesa do miserabilismo e do conformismo à situação reinante que, infelizmente, não permitem a muitos portugueses terem acesso a necessidades, bens e produtos que, porque somos humanos e evoluídos, deixaram de ser supérfluos para se tornarem essenciais. Quem cai na demagogia de passar a ideia de que , mais do que a frugalidade, a privação deve ser encarada como positiva, dificilmente defenderá como bens essenciais aquilo que nos torna em Humanidade: a educação, a arte e a cultura, porque quando falamos de comida é também de cultura que se fala, e de socialização.
É por isso que a minha opção é António SAMPAIO da NÓVOA, que afirma “temos de abandonar esta política do miserabilismo, temos de dar a cada português aquilo a que tem direito”.
Isabel Barbosa

(01/01/2016)
(declaração de interesses: membro da estrutura local de Oliveira de Azeméis de apoio à candidatura de Sampaio da Nóvoa)

No Facebook: http://www.facebook.com/isabel.barbosa.5059/posts/729187610549669?pnref=story


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s