«O homem que pediu a desistência de Sampaio da Nóvoa», por José Morgado

José_Morgado«Num script que de início me pareceu digno da “silly season” Cândido Ferreira, um ex-aparelhista do PS e, ao que parece, candidato presidencial, escreveu uma carta aberta pedindo a Sampaio da Nóvoa que desista da sua candidatura.

A argumentação é arrasadora, “inexperiência política”, “impressionante desconhecimento do país”, “não merece o lugar”, “ter aberto o caminho a uma vitória fácil da direita” “derrota certa nos debates quando confrontado com as suas tremendas fragilidades e contradições”, “pôr os seus interesses pessoais à frente de tudo”, “extremismo das posições políticas” são alguns exemplos.

Quando li confesso que de início senti uma certa dificuldade em perceber como é que este conjunto de afirmações se aplicava a Sampaio da Nóvoa.

Creio que, passe a imodéstia, consegui entender. Dado que anda estamos na época de Natal, portanto de solidariedade, e que pode acontecer que alguém sinta a mesma dificuldade que eu, deixo uma pequena ajuda para descodificar as afirmações extraordinárias de Cândido Ferreira, uma figura de altíssimo relevo na vida portuguesa.

Quando refere que Sampaio da Nóvoa apresenta “inexperiência política” quer dizer que não tem um percurso construído dentro de um aparelho partidário e o desempenho de cargos de extrema relevância como Presidente de uma Federação Distrital partidária. (…)»

Para ler mais: http://atentainquietude.blogspot.pt/2015/12/o-homem-que-pediu-desistencia-de.html


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s