Carta de Princípios: «Precisamos de valorizar o nosso território, as pessoas e a sua capacidade produtiva, todas as formas de cooperação»

Visita a uma fábrica de conservas em Matosinhos, Conservas Pinhais (20/08/2015)
Visita a uma fábrica de conservas em Matosinhos, Conservas Pinhais (20/08/2015)

«(…) Precisamos de valorizar o nosso território, as pessoas e a sua capacidade produtiva, todas as formas de cooperação, para assim travar a erosão da economia, do valor do trabalho e da dependência face ao exterior. A valorização do “mar português” e da nossa plataforma continental tem de constituir um dos principais compromissos estratégicos para as próximas décadas.

Não há soberania sem bases materiais que a sustentem. Sem criação de riqueza, de forma a equilibrar os orçamentos, não conseguiremos libertar-nos do poder de mercados financeiros, globalizados e desregulados. Neste quadro, é importante também ter um especial cuidado com o controlo público de áreas vitais para a nossa economia, independência e segurança. (…)»

In Carta de Princípios de Sampaio da Nóvoa – http://www.sampaiodanovoa.pt/principios/


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s